12 de novembro de 2014

Resenha #12: O Livro dos Desejos – Literatura infanto-juvenil

Olá, pessoas! Tudo bem com vocês? Espero que estejam!
Hoje eu trouxe um livro que sempre fui apaixonada desde quando peguei pela primeira vez pra ler. A sinopse já tinha me deixado muito curiosa e, ao decorrer da leitura, eu não conseguia parar de ler só pra saber o final.
Aconteceu que esse livro sumiu há muitos anos e acabei encontrando no mês passado junto com meus outros livros, até chegar a postar sobre os livros encontrados (post aqui). Minha mãe estava limpando o salão do terraço e encontrou alguns livros. Eu quase tive um treco quando vi que esse livro estava lá.
Como ele é minha paixãozinha, vim trazer a resenha dele pra vocês. O nome do livro é “O Livro dos Desejos”, ele é de um autor brasileiro, o Tiago de Melo Andrade e foi ilustrado por Renato Moriconi. Gente, a leitura é super tranquila e os desenhos possuem traços pretos e sombrios.



Vamos à sinopse??





Um escritor fracassado viaja para receber a herança de um tio distante. Ao chegar à mansão do velho, num estranho vilarejo, coisas inexplicáveis acontecem. Ele encontra um livro capaz de realizar tudo o que é escrito em suas páginas. Cego pela descoberta, começa a manifestar seu lado mau e vingativo, sem notar o sério risco que corre naquele lugar assombrado. Uma história de suspense e terror que certamente prenderá a atenção do leitor do início ao fim.

O livro começa falando que Jorge é um escritor de meia idade e começa a falar sobre sua infância. Seu autor preferido era Monteiro Lobato e era filho de uma professora, então sempre tinha novos livros pra ler e era totalmente apaixonado por livros. Até que descobriu o gosto pela escrita.
“Já na adolescência, como acontece a todo ávido leitor, ensaiou seus próprios rabiscos, sem a menor pretensão de ser escritor. Acabou tomando gosto pela coisa ao perceber que a escrita preenchia um vazio que havia dentro dele”. (p.6)



Jorge fez faculdade de Direito mesmo querendo ser escritor. Escreveu seu primeiro romance quando estava na faculdade, só que apenas 200 exemplares foram vendidos, os demais ficaram ocupando espaço na casa do escritor. Os demais livros foram diferentes, um deles até conseguiu adaptação teatral! Porém a carreira foi caindo aos poucos... até ele fracassar.
Um dia ele recebeu um telegrama em que havia falecido um tio que ele nem conhecia. O telegrama o convocava para a leitura do testamento. Jorge foi parar no sul do Brasil em um casarão mansão, na verdade. Lá ele descobre um pouco sobre a vida do tio e fica abismado com certas coisas, inclusive sobre o mistério da construção da mansão, porém não acreditava muito.
“A tela devia ter sido executada por um grande artista, tal era a perfeição da pintura. Os olhos do homem pareciam observar Jorge, que se sentiu incomodado. De repente um barulho: o lustre desprendeu-se do teto e espatifou-se no chão(...). Ficou paralisado; escapara da morte por um triz. Mas eis que, recuperado do susto, ouviu um barulho no andar de cima. Alguma coisa muito esquisita estava acontecendo.” (p.23)



A partir daí coisas estranhas começaram a acontecer na casa, os cacos de vidros foram varridos e sumiram, porém não havia ninguém na casa. Até que olhou pra cima e o lustre estava lá de volta em seu lugar!! O retrato que vira do homem em pé ao lado da cadeira, não estava mais. Nesse momento o homem do retrato estava sentado na cadeira; apavorado, tentou sair, mas tudo estava trancado.
Misteriosamente, a mulher que estava na cidade viu as luzes da mansão acesas e saiu correndo para avisar que deveria mantê-las apagada. Nisso começa um grande alvoroço na cidade, pois achavam que “ele” tinha voltado e deveriam matá-lo de novo! Quem? Por quê?
Dentro da casa, morrendo de medo e na biblioteca, Jorge encontrou um livro totalmente em branco com algumas páginas arrancadas. Na capa de couro estava apenas escrito “Scriptum”. 



Até descobrir que tudo o que ele desenhava no livro, se tornava realidade, inclusive quando escrevia alguma coisa, ela também se materializava. Enquanto isso, as pessoas da vila já estavam se preparando para atacar a casa novamente!
A partir dessa descoberta, Jorge começou a fazer várias coisas, inclusive se vingar de algumas pessoas que o fizeram mal no passado.
“Queria dar uma lição àqueles que julgavam os outros pelo que têm, não pelo que são. Descreveu um a um os desafetos. Jorge imaginou uma longa mesa e pôs todos aqueles mercenários ao redor dela. Sentou-se à cabeceira.” (p.40)



E foi tentando se vingar mesmo com a quantidade de camponeses que queria matar o que eles chamavam de “demônio”. O que Jorge iria fazer? Por que essas pessoas queriam matá-lo? Quem era o tal demônio? Qual o desfecho dessa história?

Sugiro que leiam, caríssm@s! É um dos livros mais espetaculares que já li! Parece um pequeno conto, o livro parece aquelas versões de bolso, bem pequena, e o livro só tem 61 páginas. Sem contar que a história contém uma lição de moral muito inteligente e interessante! O final da história chega a ser engraçado!! kkkkkkkk




Então é isso, galera, até o próximo post! 
Bons rabiscos e boas cenas!

12 comentários:

  1. Amei essa resenha.

    Flor não resisti e publiquei hoje a taq que voce me taqueou.
    beijinhos e sucesso
    http://heyraah.blogspot.com.br/2014/11/tag-meus-livros-ninguem-sai.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou
      Adorei suas respostas *o*
      Beijos

      Excluir
  2. amei a resenha me deixou curiosa ai meu deus vou ver se dou um jeito para comprar esse livro essa semana ainda
    http://descrevendonuvens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol!
    Que resenha intrigante. Fiquei curiosa haha.
    O livro parece ser realmente bom, uma pena que seja tão pequeno. Deve deixar aquele gostinho de quero mais no final, não é mesmo?
    Adorei sua resenha.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa mesmo! Mas é um livro infanto-juvenil né? Então é pequeno mesmo e uma delícia <3
      Beijos

      Excluir
  4. Também fiquei curiosa pra ler! hahaha *-* Adorei o blog
    Quando tiver post novo, se puder me avisa lá no blog pra eu vir te visitar ♥
    Beijos, http://www.vidadesaltoalto.com/

    ResponderExcluir
  5. Essa história não é estranha pra mim... Mas não me lembro de ter lido esse livro hahahaha vai entender... Mas, pra variar, suas resenhas tão boas me deixa curiosa e já tenho uma listinha de livros. Amei o post ♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gosta das minhas resenhas, Ni! Fico muito feliz com isso! *-*
      Beijos ♥

      Excluir
  6. Oi Carolina! Estava dando uma busca e acabei achando sua resenha sem querer! Rsrsr Que bom que gostou do livro! :-) Um grande abraço do Tiago de Melo Andrade.

    ResponderExcluir
  7. Pretendo fazer uma série baseada nesse livro futuramente, é um dos meus preferidos!

    ResponderExcluir

→ Se for seguir o blog, me avise o mais rápido possível pra que eu possa retribuir!
→ Deixe o link do seu blog para que eu possa visitá-lo
→ Volte sempre ♥

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger